terça-feira, setembro 01, 2009




Apagámos do horizonte, portanto, tudo aquilo que estava acima de nós. Já não nos submetemos; já não precisamos de servir; somos os maiores. Resolvemos ser auto-suficientes. Quebrámos todos os laços. E - por confusão - chamámos liberdade a isso...Mas se não existe nada acima de nós, de quem receberemos a felicidade? Devíamos pensar nisto: por mais tontos que sejamos, somos capazes de compreender que não possuímos a capacidade de darmos a nós mesmos a felicidade...

(Paulo Geraldo)

O perfume sempre perdura na mão que oferece a rosa.

(Halda Béjar)

O segredo da felicidade é amar o dever e fazer dele um prazer.

(C. Dash)

Abre o teu coração com quem conhece a tua alma. Sê sincero, ainda que nesses momentos de intensa dor o falar de custe sangue.

(Jesus Urteaga)

O que ama quer a felicidade do outro. Por isso se preocupa com o outro e não com o seu próprio bem estar. O outro transforma-se no objecto dos pensamentos, sentimentos e desejos, da sua esperança e dos seus anseios. Não só vive com ele mas também para ele. Quer que o outro possa apoiar-se em si, fazer-lhe um bem.

(Jutta Burggraf, in O desafio do amor humano)

Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.

(Pitágoras)


1 comentário:

Cereja disse...

e a frase da semana eleita por mim é:

"O segredo da felicidade é amar o dever e fazer dele um prazer."


(C. Dash)

sempre disse que tudo se faz melhor quando se faz com amor.
Beijinhos