Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2006
Uma breve passagem para dizer que estou muito mas muito mesmo muito feliz pela nova etapa que se aproxima .... obrigado pela força e obrigado por acreditares que podes ser tao feliz quanto eu ... juntos .....
A serenidade das flores ... a beleza das flores ... invade o nosso espirito libertando os negativismos presentes no nosso interior ... Reage com o nosso equilibrio alterando sempre a balança para o lado bom da vida.
As flores são marca de um momento, são um marco numa história, fazem sempre parte das nossas vidas.
Nem sei bem porque o tema das flores mas talvez por abrir uma janela e imaginar um ramo de flores no meu canto .... As flores trazem-nos alegrias, as flores criam um carinho especial no nosso bem estar na nossa maneira de agir e reagir. Trazem cor a nossa vida, afastam o TÉDIO que sou como pessoa. Quero voltar a areditar que é possível quero acreditar que sou melhor, quero acreditar que consigo conquistar e ter o que mais desejo ... perdi tanto e so quero mesmo recuperar o que desejo .. e um pouco do que mereço .... será muito pedir uma vida normal um estado de espirito normal equilibrado, uma harmonia conjunta .... será que é ??? será que estou a exigir muito à vida ....
Sonhei contigo embora nenhum sonho possa ter habitantes, tu a quem chamo amor, cada mês trás um pouco mais de convicção a esta palavra. É verdade o sonho poderá ter feito com que, nesta rarefacção de ambos, a tua presença se impusesse - como se cada gesto das palavras te restituisse um corpo que sinto ao dizer o teu nome, confundindo os teus lábios com o rebordo desta chávena de leite já frio. Então, bebo-o de um trago o mesmo se pode fazer ao amor, quando entre mim e ti se instalou todo este espaço - terra, água, nuvens, rios e o lago obscuro do tempo que o inverno rouba à transparência das fontes, é isto, porém, que faz com que a solidão não seja mais do que um lugar comum. Saber que existes, aí, e estar contigo mesmo que só o silêncio me responda quando, uma vez mais te chamo.
A vida de um modo suave ... deixa a vida seguir o seu rumo natural .... cria os objectivos e vai a luta ... as vezes tenho a mania que quero tudo no mesmo dia ... alias não é as vezes é sempre quero que seja tudo para ontem quando as coisas não são assim ... precisamos de ter alguma calma e serenidade ... ja fui mais calma do que sou hoje mas infelizmente a vida tem-me deixado algumas marcas. Na realidade a vida não me deixou marcas mas sim feridas e bem fundas ... quase que diria que sou um poço com remendos. Vou por uns calços novos para tentar levar a vida com bastante calma senao dou em doida em menos de nada ...
Pela primeira vez coloco uma foto minha no meu Blog prestes a acabar ... pelo menos assim o penso .. mas a colocação desta foto tem apenas um intuito descrever-me, como eu sou ou como eu penso que sou , podendo sempre variar dependendo do estado de espirito a que o momento nos leva .... Eu sou a Alexandra, sou sem dúvida alguma uma pessoa solitária, extremamente amiga (inquestionável) dou o que não tenho a alguem desde que seja o desejo dessa pessoa. Talvez não seja a pessoa mais simpatica do mundo, as vezes tenho um pouco de orgulho ferido, mas mesmo assim o meu orgulho é sempre comodido, e em prol de valores mais altos pode sempre ser esquecido. Sou desconfiada ... oó vida a quanto obrigas quanto mais se leva nas orelhas mais se abre a pestana, quando algo cheira mal convem sempre ver de onde vem o cheiro ... desconfiada mas sempre comedida. Simples .... sempre. Lutadora ... e seguidora dos sonhos mesmo que as vezes nao tenha muita fé neles ... detesto ser contrariada, contratempos …
Dá-me a sensação que as portas que pensava terem-se aberto para mim, estão agora a fechar-se. Estou cansada de levar com as portas no nariz ....