sexta-feira, maio 29, 2009

Sabemos que os dedos das mãos não são iguais.

Tal como os dedos de nossas mãos, somos também diferentes uns dos outros.

Temos personalidade própria, hábitos e costumes distintos e de repente vemo-nos envolvidos com uma outra pessoa, rica em peculiaridades e diferenças.

Que envolvente atração nos atinge, capaz de nos fazer sentir apaixonados?

Mesmo sabendo que não encontraremos uma cópia perfeita de nós mesmos no sexo oposto, as aparentes diferenças parecem completar-nos.

Quando estamos apaixonados começamos a ver o mundo de maneira diferente, parece que nada nos pode atingir, deixamos de lado nossos antigos passa-tempos, o céu fica mais azul, começamos de repente a valorizar os segundos do nosso dia…

Eu sinto-me assim pela minha vida que abandonei durante algum tempo ... mas não te volto a largar nunca mais ....

Sem comentários: