segunda-feira, outubro 12, 2009

I should say .... luky me!!!

Houve tantas alturas em que deixei de acreditar que podia ter direito a minha felicidade, que poderia ter direito a uma vida normal .... deixei simplesmente de acreditar que teria direito as coisas boas que a vida nos dá .....
Mas o destino traçou-me outra estrada e eu corro nesta estrada que me alegra e ilumina a minha vida.
Passei por estradas tenebrosas, escuras muito sombrias mesmo, cheias de buracos e sem qualquer tipo de sinalização e pior de tudo e que ouve alturas que era impossivel recuar .. mal ou bem apenas podia continuar naquela estrada ... mas um dia consegui fazer um corta mato e fugi em direcção a uma luz .. foi dificil chegar a outra estrada com melhores condiçoes ... andei muitos km sozinha e ainda com alguns empurroes para a colisão mas mesmo assim continuei quase sem gasolina quase sem bateria continuei sempre a lutar por aquilo que queria ter direito e foi essa a razao da minha força ir atras do que todos temos direito .....
Foi uma viagem longa .... mas valeu o sofrimento, valeu as lagrimas, valeu a solidão em que me mantive, valeu tudo ... porque o premio foi sem duvida o melhor de todos!!
A minha vida tornou-se iluminada, encontrei tudo o que gosto concentrado numa pessoa apenas ... este ultimos tempos teem sido relamente bons e gratificantes ...
Obrigado por te teres cruzado na minha vida e hoje fazeres parte dela mais que nunca ...
Luky me to have you in my life!!

2 comentários:

Debor@h disse...

Que bom Alexandra que tenhas encontrado a luz e o caminho certo. A gente se perde muiats vezes na vida até encontrar a direção certa e as vezes parece que nunca vamos sair da escuridão, e quando menos percebemos, lá estamos nós com um sorriso no rosto! Isso é a vida! Beijos felizes para você!

O Profeta disse...

A meiguice dos teus olhos
Enternece a alma mais dura
Sei-te em cada batida de coração
Na verdade da água pura

Voa pelo celeste no seio de uma nuvem branca
A água que beija a ilha
Apaixonou-se pela sua sublime beleza
De emoção chorou perante a maravilha

Doce beijo