Avançar para o conteúdo principal
Sinto-me vazia, triste, sem vida, sem sentido, sozinha como se fosse a unica habitante do planeta. Farta de coisas que costumava adorar, de piadas de que costumava rir. Sinto-me á parte do resto do mundo e tenho medo de ir á procura da felicidade porque me sinto frágil e debilitada .... as vezes chego-me a perder dentro de mim ...
O sentimento amor é algo controverso ... quando nos apaixonamos é tudo um mar de flores mas quando por alguma razão este amor desmorece começa a parte do jogo do empurra, em que o outro tem sempre mais culpa que o outro, que um fez mais pelo outro, discute-se sobre tudo o que aparece a frente, ate uma simples rotunda e motivo de finca pé para que se gere uma discussao acesa. Deixamos de ser humanos e passamos a ser animais sem sentimentos. E esquecemos o que de tão bom ja tivemos, a verdade e que quando a rotura acontece existe muita mágoa pelo facto de se ter falhado e neste campo eu sinto-me uma falhada porque nao queria que nada disto acontecesse de novo na minha vida. Primeiro porque quando amo ... amo totalmente independentemente de tudo a minha partilha e total e quando alguma coisa acontece parece que algo dentro de mim morre .. o pior e que nao deveria ser assim .. deveria ficar feliz porque aconteceu e não porque acabou ... mas esta parte ainda nao consigo ver ... e como as partes boas que me deveria lembrar com mais frequencia parecem agora estar esquecidas as vezes ate parece que não aconteceram que é a mais pura das mentiras .. se nao poderia chamar isto de inferno ... não e o caso ... Mas acho que todos temos culpa quando as coisas acabam uns mais que outros e cada um a sua maneira ..... Que me custa, custa! e muito .... o vazio parece que alastra em todos os sentidos ... e preferia que não houvesse este mau estar ... mas é mais facil falar que fazer ou agir ... as minhas desculpas mas não posso mais .... estou triste demais para poder reagir em conformidade ... pelo menos este texto exprime o que gostaria de ter coragem para fazer ... fica a breve nota ... gostaria de levar isto de uma forma mais saudavel mais sincera e em conformidade com os factos .....

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Saudades ... saudades de ti

Tenho tantas saudades de ti mas nao posso de maneira alguma demonstrar ... sinto-me a andar de bicicleta mas sempre com os pes no chão a travar ... ja nos imaginei em tantos sitios  ... eu nao sou mulher de paixões sou mulher de amores ou é ou nao é nao ha aqui meios termos nunca houve... espero conseguir em ti  estabilidade emocional que tanta falta me tem feito de ha 5 anos para ca .. acordo contigo a meu lado e a minha visão é completa o meu coração enche se com de uma alma se tratasse. Sinto me preenchida e nos momentos em que estamos somos felizes e sou feliz 100% ... espero que continue em evolução...

Fica por resolver

No meio dos amigos, rimos contamos piadas dizemos coisas parvas e sem nexo, mas realmente e por isso que somos amigos. Mas não posso descurar me nos pensamentos ou entao vou ficar sozinha naquela mesa enorme. Passo por la levemente e a verdade e que tenho vontade de ir ter contigo e obrigar te a perceber que me estas a perder ... e nada disto faz sentido .... mas a verdade e que fico quieta ... afinal tu é que me queres perder .... nao te posso dizer que ja me perdeste porque continuas a correr me no sangue ... mas nao o saberas ... apenas espero que a vida te traga de volta um dia ... para te poder explicar o que senti agora .... vou ficar com este assunto por resolver durante muito tempo mas a vida e mesmo assim ... feita de encontros e desencontros .... tenho imensa pena que este não tenha sido o nosso encontro final pois tenho a certeza que eramos perfeitos .... que sejas feliz com a tua decisão que continues com a ferida aberta ate tu veres que a vida nao tem retorno e que os an…

What's goes around , comes around!**

Estamos sempre no pensamento de alguém mesmo que esse alguém nao esteja nos nossos pensamentos ... o mundo é feito de desencontros ... mas a verdade ė que o mundo ė redondo e de alguma forma tudo volta a nós ...